Pular para o conteúdo principal

Saudades *

Bom dia!!!!
Quinta-feira nublada, mais fria, com chuva por vir, que delícia, meu nariz e humor agradecem :)
Para esta manhã, um lindo texto de Clarice Lispector, que uma amiga minha compartilhou em sua rede social.


Saudades

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.

Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,

quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,

eu sinto saudades...


Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,

de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,

do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,

do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,

que não aproveitei de todo,

lembrando do passado

e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,

que se idealizado,

provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!

De quem disse que viria

e nem apareceu;

de quem apareceu correndo,

sem me conhecer direito,

de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram

como me dizer adeus;

de gente que passou na calçada contrária da minha vida

e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive

e de outras que não tive

mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas

que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,

de coisas hilariantes,

de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia

e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi

e das que deixei passar,

sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...

não sei onde...

para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades

Em japonês, em russo,

em italiano, em inglês...

mas que minha saudade,

por eu ter nascido no Brasil,

só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,

espontaneamente quando

estamos desesperados...

para contar dinheiro... fazer amor...

declarar sentimentos fortes...

seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples

"I miss you"

ou seja lá

como possamos traduzir saudade em outra língua,

nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente

a imensa falta

que sentimos de coisas

ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...

Porque encontrei uma palavra

para usar todas as vezes

em que sinto este aperto no peito,

meio nostálgico, meio gostoso,

mas que funciona melhor

do que um sinal vital

quando se quer falar de vida

e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca

de que somos sensíveis!

De que amamos muito

o que tivemos

e lamentamos as coisas boas

que perdemos ao longo da nossa existência...


Comentários

  1. Texto lindíssimo!
    Exprime muita coisa...e por ele a gente vê que sentir saudade nem sempre é tão ruim..rs!
    Bjjuss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Beijinho de Coco Vegano

Bom dia! Bom dia!
Preciso contar uma coisa para vocês, antes de irmos à receita, há alguns meses eu deixei de tomar leite (animal), não só pela conscientização (porque não como mais carnes também - exceto peixe, que ainda estou em processo de desapego), mas também por questão de saúde. Passava muito mal depois de tomar leite de caixinha, e o leite em pó começou a me fazer tão mal quanto. Isso tem um ano, mais ou menos, que comecei a perceber da onde vinha esse mal estar. Pois bem, testei os leites de Soja da Ades, o Original não gostei, era muito doce, já com o Zero me adaptei bem, porém, era muito caro. Pesquisei e fiz uns leites em casa, com Soja e depois Aveia. Gostei, gostei mesmo, mas eu esquecia de deixar de molho o grão um dia antes, e acabei desistindo de fazer.  Conclusão: Não tomo mais leite de manhã, e só consumo leite em comida, como por exemplo: bolos e molhos. Iogurte? Nem pensar! Só se for sem lactose ou de soja!
Mas...semana passada, passando pelo corredor do mercadin…

"Hambúrguer" de Couve-Flor

Oi Pessoal!


Hoje venho com uma receita beeem prática e deliciosa. Vi no facebook, naquela página "Tasty Demais" sabe? Vídeos de poucos minutos, explicando de uma forma bacana, e fiquei curiosa pra testar essa, em especial, pois eram ingredientes em tinha em casa.
Recomendo e faria sempre(#Gordinha). Ainda esquentei o pão na frigideira e derreti o queijo para colocar por cima do hambúrguer.

Ingredientes:




01 couve-florPitada de Sal e Pimenta-do-reino01 xícara de farinha de trigo01 ovo1/2 xícara de queijo parmesão ralado03 cebolas (usei as pequenas, se for da grande, 01 só dá!)02 dentes de alhoPunhado de salsinhaobs: Eu mudei a receita original (coloquei mais farinha e provavelmente mais couve-flor)
______________________
Modo de preparo:
Lave e corte a couve-flor. Coloque no micro-ondas por 15 minutos. Amasse-a ou coloque no processador, acrescente também, as cebolas, dentes de alho e salsinha.Coloque a farinha, ovo, tempero e queijo, amasse bem com as mãos.Faça "hamburguinhos&q…

A Vida É Muito Mais

Ser grato! Ser presente! Ser real! Ser verdade! Sem jogos...sem encenação...sem "e se..." Quer falar - fale. Quer dançar - dance. Quer chorar - chore.  Sorria mais - sem motivo algum.  Cante - e desafine. Ande descalço. Deite na grama.  Sinta a chuva. Faça arte. Seja criança. Não espere o outro e nem do outro. Seja e faça por você! Esqueça o número de likes e visualizações - sua vida é muito mais {e melhor} que isso.  Sinta! Viva a vida!  Não espere por aquele dia do "um dia farei e serei...", e nem pelo "momento certo". A nossa vida é aqui e agora. Seja PRESENTE ♡ (Paula R. Alvarez)