Pular para o conteúdo principal

Sei de cor, aquilo que não sei....

Bom dia!!!!

Ótima quinta-feira para vocês! Para começar melhor ainda esse dia nublado (tempo doido de SP), vamos de música...BOA música por sinal!
Uma das que eu mais gosto do cd "Vendo Amor, nas mais variadas formas, tamanhos e posições". O instrumental no começo, meio e fim rs da música é demais, fora a letra de Carlos Careqa. Mas o melhor, melhor de todos, além da interpretação de Alexandre Nero, claro, é o seu lindo tombo de bicicleta no final do vídeo, assistam até lá! E sim, não foi proposital, apesar dele dizer isso rsrs Parabéns a todos os envolvidos!!!!


CHORANDO EM 2001

sei de cor
aquilo que não sei 
o mundo não tá 
acabando não 
não vou ficar chorando
no fundo tá começando assim
que nem choro de gente
que nem choro de joão
chorando em 2001, chorando em 2001
chorando em 2001, chorando 

quem fala: ouve, não escuta tá
não vê que estou cantando
a morte é fria, feia e não discuta 
vá fazendo outros planos
seu antônio viu que vem a chuva pra horta florescer
que sem a água não fazia vida
que nem choro de joão
que não fazia sol na despedida
do choro
da vida
dos planos
da gente
do mundo
chorando em 2001, chorando em lugar nenhum
chorando pra nenhum, chorando, chorando em 2001

se o choro é bom então eu choro quando só 
não falo com ninguém 
o tudo nada desafinando o sol
sabendo eu nada sei
no fim do mundo sei que sempre tem um tal
sorrindo pra ser ninguém, sem ter lugar no trem
chorando em 2001, chorando em 2001
chorando em 2001, chorando

Comentários

  1. Música boa mesmo! O tom de voz dele é interessante, e o instrumental é lindooo.
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo!!!! Sou suspeita hahaha adoro o trabalho dele! E ele, claro! :)

      beijãozão*

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Beijinho de Coco Vegano

Bom dia! Bom dia!
Preciso contar uma coisa para vocês, antes de irmos à receita, há alguns meses eu deixei de tomar leite (animal), não só pela conscientização (porque não como mais carnes também - exceto peixe, que ainda estou em processo de desapego), mas também por questão de saúde. Passava muito mal depois de tomar leite de caixinha, e o leite em pó começou a me fazer tão mal quanto. Isso tem um ano, mais ou menos, que comecei a perceber da onde vinha esse mal estar. Pois bem, testei os leites de Soja da Ades, o Original não gostei, era muito doce, já com o Zero me adaptei bem, porém, era muito caro. Pesquisei e fiz uns leites em casa, com Soja e depois Aveia. Gostei, gostei mesmo, mas eu esquecia de deixar de molho o grão um dia antes, e acabei desistindo de fazer.  Conclusão: Não tomo mais leite de manhã, e só consumo leite em comida, como por exemplo: bolos e molhos. Iogurte? Nem pensar! Só se for sem lactose ou de soja!
Mas...semana passada, passando pelo corredor do mercadin…

"Hambúrguer" de Couve-Flor

Oi Pessoal!


Hoje venho com uma receita beeem prática e deliciosa. Vi no facebook, naquela página "Tasty Demais" sabe? Vídeos de poucos minutos, explicando de uma forma bacana, e fiquei curiosa pra testar essa, em especial, pois eram ingredientes em tinha em casa.
Recomendo e faria sempre(#Gordinha). Ainda esquentei o pão na frigideira e derreti o queijo para colocar por cima do hambúrguer.

Ingredientes:




01 couve-florPitada de Sal e Pimenta-do-reino01 xícara de farinha de trigo01 ovo1/2 xícara de queijo parmesão ralado03 cebolas (usei as pequenas, se for da grande, 01 só dá!)02 dentes de alhoPunhado de salsinhaobs: Eu mudei a receita original (coloquei mais farinha e provavelmente mais couve-flor)
______________________
Modo de preparo:
Lave e corte a couve-flor. Coloque no micro-ondas por 15 minutos. Amasse-a ou coloque no processador, acrescente também, as cebolas, dentes de alho e salsinha.Coloque a farinha, ovo, tempero e queijo, amasse bem com as mãos.Faça "hamburguinhos&q…

A Vida É Muito Mais

Ser grato! Ser presente! Ser real! Ser verdade! Sem jogos...sem encenação...sem "e se..." Quer falar - fale. Quer dançar - dance. Quer chorar - chore.  Sorria mais - sem motivo algum.  Cante - e desafine. Ande descalço. Deite na grama.  Sinta a chuva. Faça arte. Seja criança. Não espere o outro e nem do outro. Seja e faça por você! Esqueça o número de likes e visualizações - sua vida é muito mais {e melhor} que isso.  Sinta! Viva a vida!  Não espere por aquele dia do "um dia farei e serei...", e nem pelo "momento certo". A nossa vida é aqui e agora. Seja PRESENTE ♡ (Paula R. Alvarez)