Pular para o conteúdo principal

Minha Experiência - Feirinha Gastronômica SP

Boa tarde,

Domingão, um dia que não fazemos nada, dia de ficar jogado no sofá assistindo tv e comendo porcarias, fui convidada para ir na Feirinha Gastronômica, que acontece todos os domingos, na Vila Madalena, aqui em São Paulo, das 11 horas até as 19 horas.
Uma amiga minha montou a sua barraquinha lá, de Kibes (deliciosos por sinal), fui prestigiá-la e conhecer a feirinha, sempre com coisas novas, chefs conhecidos ou não, comidas e bebidas num preço bacana.
Chegamos um pouco tarde porque pegamos trânsito na Av. Paulista, demoramos quase 1 hora, muito tempo. Estacionamos (um pouco difícil estacionar na Vl. Madalena, ou não tem lugar na rua, ou o estacionamento é caro!), quando chegamos na feirinha, eu achei que fosse na RUA, ou praça, não tinha idéia de que fosse num espaço, entre imóveis, como um galpão, só que aberto na parte da frente, ai você desce e tem a parte coberta, estranho, mas enfim....Ah, esqueci de comentar: Era 16:00 horas da tarde, e tinha FILA para entrar, não entendi o porquê, até entrar. O espaço é limitado, não cabe muita gente lá dentro.
Devem ser ao todo umas 20 barraquinhas, de comidas e bebidas variadas, apesar de que, esse final de semana foi bem típico "Festa Junina".
Gostei bastante de lá, apesar dos pontos negativos que já comento aqui. Comida boa, som bem legal ao vivo, pessoas bonitas, chefs simpáticos, troca de produto entre as barracas, e baixa de preço na hora da "xepa". Parece MESMO uma feira, muito divertido!!!

Bolo de chocolate e abóbora Chef Lucas Corazza. Coxinha de Frango Las Chicas. Berinjela Espetaria 341. Kibe de Homus Kibes da Dinda.

Bom, vamos aos pontos negativos:
O espaço, é o principal. Se você quer ficar conversando é ruim, porque acaba ficando no meio da passagem, não tem lugar para sentar, tirando a barraquinha da minha amiga, ela levou banquinhos e deu para ficar a vontade (estilo barraca de pastel em feira de rua), mas o restante, nenhum espaço para apoiar a bebida e comer. Ficamos andando um pouco para arrumar um cantinho, e achamos no chão, muitas pessoas sentadas no chão, mais encostado nas paredes para não atrapalhar. E também, nem todas as barracas aceitam cartão, somente dinheiro, então fica um pouco difícil experimentar de tudo ou comprar mais para levar pra casa, tudo bem que o site libera antes o cardápio e preços, mas mesmo assim, é ruim para calcularmos o quanto iremos gastar, chegando lá você pode querer comer mais coisas e aí não dá! Uma dica: fomos em 4 pessoas, então comemos bem, fomos em algumas barracas, e cada uma comprava uma comida, ou bebida, ou um comprava e todos experimentavam, ai é legal, mas o fator "somente dinheiro" me deixou triste, queria ter experimentado muito mais.


Fiquei sabendo que em Julho fecha, e talvez vá para outra localidade, espero que seja maior, pois não comporta mais, e ficar esperando para entrar não rola, até porque as comidas acabam! Ou chega bem cedo, ou não vai, porque as 16:00h algumas coisas já tinham acabado!

Suco de 2 limões Espetaria 341. Mascarpone e Goiabada Las Chicas. Kibes da Dinda.Música ao Vivo

Mas valeu para conhecer e comer aquelas coisas deliciosas! 

Para saber dos cardápios, ver fotos e tudo mais acessem o Site da Feirinha e o Facebook.

E para conhecer o trabalho do Kibes da Dinda, é só acessar a página do facebook -> Kibes da Dinda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Beijinho de Coco Vegano

Bom dia! Bom dia!
Preciso contar uma coisa para vocês, antes de irmos à receita, há alguns meses eu deixei de tomar leite (animal), não só pela conscientização (porque não como mais carnes também - exceto peixe, que ainda estou em processo de desapego), mas também por questão de saúde. Passava muito mal depois de tomar leite de caixinha, e o leite em pó começou a me fazer tão mal quanto. Isso tem um ano, mais ou menos, que comecei a perceber da onde vinha esse mal estar. Pois bem, testei os leites de Soja da Ades, o Original não gostei, era muito doce, já com o Zero me adaptei bem, porém, era muito caro. Pesquisei e fiz uns leites em casa, com Soja e depois Aveia. Gostei, gostei mesmo, mas eu esquecia de deixar de molho o grão um dia antes, e acabei desistindo de fazer.  Conclusão: Não tomo mais leite de manhã, e só consumo leite em comida, como por exemplo: bolos e molhos. Iogurte? Nem pensar! Só se for sem lactose ou de soja!
Mas...semana passada, passando pelo corredor do mercadin…

"Hambúrguer" de Couve-Flor

Oi Pessoal!


Hoje venho com uma receita beeem prática e deliciosa. Vi no facebook, naquela página "Tasty Demais" sabe? Vídeos de poucos minutos, explicando de uma forma bacana, e fiquei curiosa pra testar essa, em especial, pois eram ingredientes em tinha em casa.
Recomendo e faria sempre(#Gordinha). Ainda esquentei o pão na frigideira e derreti o queijo para colocar por cima do hambúrguer.

Ingredientes:




01 couve-florPitada de Sal e Pimenta-do-reino01 xícara de farinha de trigo01 ovo1/2 xícara de queijo parmesão ralado03 cebolas (usei as pequenas, se for da grande, 01 só dá!)02 dentes de alhoPunhado de salsinhaobs: Eu mudei a receita original (coloquei mais farinha e provavelmente mais couve-flor)
______________________
Modo de preparo:
Lave e corte a couve-flor. Coloque no micro-ondas por 15 minutos. Amasse-a ou coloque no processador, acrescente também, as cebolas, dentes de alho e salsinha.Coloque a farinha, ovo, tempero e queijo, amasse bem com as mãos.Faça "hamburguinhos&q…

A Vida É Muito Mais

Ser grato! Ser presente! Ser real! Ser verdade! Sem jogos...sem encenação...sem "e se..." Quer falar - fale. Quer dançar - dance. Quer chorar - chore.  Sorria mais - sem motivo algum.  Cante - e desafine. Ande descalço. Deite na grama.  Sinta a chuva. Faça arte. Seja criança. Não espere o outro e nem do outro. Seja e faça por você! Esqueça o número de likes e visualizações - sua vida é muito mais {e melhor} que isso.  Sinta! Viva a vida!  Não espere por aquele dia do "um dia farei e serei...", e nem pelo "momento certo". A nossa vida é aqui e agora. Seja PRESENTE ♡ (Paula R. Alvarez)